5 de junho de 2012

O MAR!

Sempre o MAR!
Sumiu não falou um apalavra.
Silenciou as ondas não batem mais nas pedras.
Viajou saiu de férias.
Sempre o MAR em meus caminhos, na minha vida e no meu destino.
Acreditar no MAR é a maior canoa furada que existe.
Furada mesmo aquela que vai navegando e afunda.
Sempre o MAR não sei qual a razão que devo acreditar.
Desacreditar do MAR? 
Sumir e desaparecer para sempre, apagar o MAR?
Como apagaria o MAR?
São perguntas demais para ter respostas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário