31 de maio de 2015

As águas romperam e o mar se abriu!!

O divisor das águas, ponto final, acabou nunca mais, foi excluído para sempre.
Ficou a saudade, saudade esta que nunca deveria ter existido e nem sentido.
Vida nova, caminho novo, ou novo caminhar, novas janelas para olhar.
Campos de flores para visualisar.
Pensamentos novos!
Passado está morto sem rotorno de ressusitação.
Repeteco nunca mais.
Novas imagens, fotografia e leituras e cenários.
Dias ensolarados e cheio de amor, hum!!
Que alegria!
Que perfume delicioso no ar, perfumes das flores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário