30 de agosto de 2011

O Espelho!

Não deveria existir, lá posso ver tudo até as imperfeições da face, aquelas ruguinhas indesejadas que nunca deveriam estar ali, não que elas possam deixar a face feia, mas incomoda.
Espelho porque você existe? Não quero te olhar, não quero me ver ali.
Hoje olhei no espelho, olhei no horizonte, olhei também o vento que passava assobiando na janela.
Olhei também a vida e vi tantas coisas bonitas vividas e ainda que seja vivenciada, pensei ah! Que vida bela! mas aquele espelho estava ali querendo atrapalhar aquele momento mágico de olhar a vida.
Hoje quero ver a beleza da alma, do coração e das flores, a beleza do mar, da lua cheia com seus raios banhando as águas do mar, esqueça o tal espelho e olha o espelha d’água.
Veja sua face refletida no espelho do amor!

3 comentários:

  1. "Espelho, espelho meu!"... rsrs

    Todo espelho é mágico.
    Dizem que dentro dele
    mora quem mais tememos!...

    Vai encarar?

    ResponderExcluir
  2. Nesse "Espelho da Vida" internet chamada, sob "virtual enfoque" a vida caudalosa corre,parte imensa, na correnteza do Bem,embora uma considerável fatia,ao mal se dedique,assim como no cotidiano de vidas nossas, tudo tudo,magia é, perceba e intensamente viva, escrever é uma dessas formas!

    viva la vie!

    ResponderExcluir
  3. "os seus olhos são espelhos d'água..."

    Nem sempre é agradável encarar um espelho, principalmente o espelho do passado...

    Abraços!

    ResponderExcluir