1 de agosto de 2016

Nada, tudo igual
Parado, página em branco
Sonhos
Desejos, multidão correr, chegar e partir
Viver la sempre, nada de retorno só direção.
Campo aberto desejo reprimido, solidão
Orgasmo, dia dele. Todos os dias são dias para orgasmo.
É cada ideia que o povo tem
Nada vale muita coisa ou quase nada
Saudades dos dias ensolarados.
Sono, noite, dia, tarde alegria......., paz e amor
Querer, realizar e ir, partir..

Um comentário: