15 de março de 2011

As coisas que não se esquecem.

São infinitas as coisas que nunca se esquece, pode ser um rosto, um olhar, um beijo, uma saudade, um desejo, um grande amor, o Mar e seus olhos azuis, uma viagem, uma cidade, um lugar, um filho, a doce lembrança da mãe, uma paixão, um momento feliz.

Uma despedida no aeroporto

Férias nas serras gaúchas..

Férias em Salvador banhadas pelo mar de Itapuã.

Uma mão amiga, e até mesmo um momento perdido no espaço da vida.

Uma lembrança de um momento feliz ou triste ou amargurado.

A madrugada de 16 de janeiro de 2009.

Hotel Praia da Sereia.

2 comentários:

  1. Sélia,
    Tudo que nos marca não esquecemos. Que bom que seja assim, para que possamos trilhar novos caminhos com mais experiência.

    Meu carinho!
    http://pequenocaminho.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde, Selia.
    As lembranças que ficam, é porque se somaram, completando o mosaico da nossa personalidade.

    Um grande abraço.

    Maria Auxiliadora (Amapola)

    ResponderExcluir