3 de fevereiro de 2011

DILMA, A PRESIDENTE.

Quarenta e três dias já se passaram e até agora nada mudou, continua a mesma corrupção, a pobreza de sempre, as enchentes matando e desabrigando a população, a TV com seus comentários de morte e violência, ninguém fala mais em projeto, mudanças radicais, justiça social.

A final são 43 dias de governo, já deveria ter sido anunciado alguma coisa boa, o que se vê é uma desordem no Congresso cada um querendo aparecer mais que o outro.

O discurso de Sarney foi uma vergonha nacional, ninguém agüenta mais Sarney no poder, cede seu lugar chega de tanto mamar!

Teve um cara de pau que propôs reformar o prédio e gastar uma fortuna e esquece-se dos que perderam suas casas e estão nos abrigos, deixa de ser cínico reforma para que? Quer fazer um gabinete banhado a ouro e você ser o Rei?

Já estão quase ressuscitando a CPMF agora com um nome mais bonito Contribuição Social para Saúde (CSS), uma fonte extra para conseguir recursos para a área da saúde. Deve ser para a saúde dos bolsos deles, porque a saúde brasileira já foi há muito tempo privatizada, quem tem dinheiro paga e quem não tem morre. A realidade é esta e ponto final.

Dilma votei em você, vai honrar o meu voto, ou vai envergonhar a classe feminina?

A briga para aumentar uma migalha do salário mínimo, que pouca vergonha, manda este bando de covardes viver com o salário mínimo para ver o que acontece.

Tenho uma proposta irrecusável, que a partir da próxima eleição todos os políticos ganham apenas o salário mínimo vigente do País sem nenhum benefício, igual os trabalhares brasileiros, apenas vale transporte e tique refeição de R$5,00 (cinco reais) e com 44 horas semanais de trabalho duro e honesto.

2 comentários:

  1. É um absurdo mesmo! Causa uma indignação extrema esse "modesto" salário que eles outorgaram a si mesmos. Eu não votei na Dilma, mas respeito quem votou. E esse negócio de ela defender o salário mínimo de R$545 é uma tremenda cara-de-pau, desculpe. Eles acham que votando um aumento pra eles mesmos no fim do ano vai fazer com que o povo esqueça. Lá naquele Congresso só tem velho e não adianta, eles não vão largar o osso mesmo.

    ResponderExcluir
  2. É isso aí companheira, temos que colocar a boca no trombone..rsss

    ResponderExcluir