24 de janeiro de 2011

LUA E SEU RESPLENDOR

A lua vinha nascendo, brilhante cheia de luminosidade, atrás das folhas do coqueiro as nuvens brancas de fundo, crescia e ficava cada vez mais bela, um espetáculo digno da natureza.

Olhei e fiquei ali a meditar, a pensar nos amores sob a luz do luar, como os antigos cantores costumavam cantar e homenagear os namorados.

Hoje não teve lua brilhando, apenas a brisa fresca da noite pairava e uns pingos de chuvas talvez....

Também segunda-feira não é dia de amores sob a luz do luar, é melhor a brisa fresca para refrescar as mentes cansadas das baladas, dia de repousar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário